Fisioterapia Esportiva como aliada de atletas alagoanos

October 23, 2017

Como a fisioterapia está colaborando com o rendimento dos atletas que estão em Goiânia, para a 65ª edição dos Jogos Universitários Brasileiros

 

A prática de esportes está diretamente ligada à lesão. Em competições, essa associação torna-se ainda maior, em virtude da exigência e competitividade de algumas modalidades, que, com a repetição do gesto técnico provoca o desgaste físico e aumenta a probabilidade de danos físicos. É nesse contexto que a fisioterapia desportiva se destaca por, muito além de reabilitar, desenvolver um trabalho importante na prevenção de lesões.

Dessa forma, o fisioterapeuta esportivo não apenas trata, mas elabora programas preventivos na busca por melhor desempenho físico de atletas, e no fortalecimento deles para minimizar riscos de lesões.

*A Federação Alagoana do Desporte Universitário entende essa necessidade e, pela primeira vez, fazem parte da delegação alagoana, dois especialistas responsáveis pelos atletas do nosso estado. Os profissionais atendem os atletas antes das provas, e, além de condutas analgésicas, realizam procedimentos de ativação muscular e estabilidade dos seguimentos articulares. A novidade foi reconhecida por toda equipe, dos oficiais aos atletas. Segundo a nova gestão da FADU, é de extrema importância o acompanhamento profissional para que os jovens tenham melhor desempenho. “Há anos os atletas compareciam aos jogos sem esse tipo de assistência. Um pouco mais de cuidado com a saúde da equipe e todos sentiram a diferença na realização de suas provas”, afirma Irã Candido, presidente da Federação.*

Todos os atletas estão propensos a sofrer traumas durante as competições ou enfrentar os problemas causados pelo excesso de treinamento, que podem causar da redução do seu desempenho ao seu afastamento dos treinos e competições. Nos bastidores dos Jogos Universitários Brasileiros, que acontecem em Goiânia, em sua 65ª edição, os atletas comentam sobre a possibilidade de atendimento de um fisioterapeuta especialista em esporte. “Fez toda a diferença na minha performance. Só de poder jogar sem dores, já foi um grande passo.”, afirma Daniel, atleta do basquete 3x3.

Para o chefe da equipe de saúde, o fisioterapeuta Hugo Sant’Ana, a melhor forma de tratar, é prevenir. Nesse sentido, é importante que todos os que praticam esporte, sobretudo os de alto rendimento, busquem um acompanhamento profissional. “Nosso trabalho vai muito além de tratar lesões, nós realizamos a prevenção delas e auxiliamos na melhora do rendimento dos atletas, avaliando e corrigindo o gesto motor inadequado: minimizando a sobrecarga osteoarticular, reduzindo o gasto energético e, consequentemente, refinando o gestual esportivo.”, afirma o fisioterapeuta e educador físico, Hugo Sant’Ana.

                Nessa edição do JUBs, Alagoas já conquistou sete medalhas, sendo cinco ouros, um prata e um bronze. No atletismo e na natação paradesporto. Foram apenas três dias de competição, e que venham as próximas disputas.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

© 2023 por "Pelo Mundo". Orgulhosamente criado com Wix.com

Visto em

    Gostou da leitura? Doe agora e me ajude a proporcionar notícias e análises aos meus leitores